Agora

Quando eu chegar e você não vai estar mais me esperando. Quando eu estiver triste você não vai chegar com o rabo entre as pernas, o focinho gelado tocando a minha perna e a cabeça levantando a minha mão pra pedir carinho. Eu não vou ter com quem rolar no chão e latir do lado em frente a porta nos meus momentos de reflexão. O seu pote de ração já está vazio, assim como o de aguá e assim como o meu coração. Lembra quando a gente era pequenas e quando chovia você dormia comigo? Eu nunca te falei mas eu ficava super feliz por você ter escolhido eu como protetora. De noite eu não vou mais escutar as suas patinhas perto do meu quarto. Você não vai mais abrir a minha porta com um estrondo latindo a plenos pulmões. E quando eu chegar em casa você não vai ficar me seguindo em tudo que é lugar. Eu sei que quando eu sair pra dar uma volta eu vou ver você correndo na frente e parando derrepente olhando pra trás como se dissesse: você não vem?
Obrigado por todos os bons momentos, por todos os olhares com a cabeça de lado e as orelhas pra cima, por ter aguentando tão bem até agora. Mas tá na hora e não quero te ver sofrer mais. Fique em paz. Eu te amo.
p.s: Agora mais do que nunca eu sei que quero ser veterinária.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: